Rede de Museus da Lezíria do Tejo (RMLT)

Um rio, uma rede, onze municípios    |    INSPIRANDO UM TERRITÓRIO

O dia 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, marca a fundação da RMLT – Rede de Museus da Lezíria do Tejo.

Criada pela Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), a Rede de Museus da Lezíria do Tejo vem dar corpo à vontade dos Municípios da região de alargar o trabalho conjunto à Cultura, na esteira de outros projetos em desenvolvimento nesta área.

A RMLT apresenta-se como solução racionalizadora de recursos humanos, financeiros e espaciais, de que as redes intermunicipais são exemplo inspirador, e o seu programa estratégico passa pela concretização de um conjunto de ações, tais como: programação de atividades comuns; gestão conjunta da agenda de programação; sistema de bilhética integrado; plano de sinalética; estudo de públicos; criação de uma marca/identidade; plano de comunicação (site, folhetos, publicidade nacional e internacional, roteiro digital); visitas guiadas temáticas e formação dos profissionais.

A Rede de Museus da Lezíria do Tejo tem como missão potenciar as relações entre os museus e as pessoas, alavancando a identidade e a coesão territorial numa perspetiva do desenvolvimento sustentado dos territórios e como visão a partilha da ideia de que é possível construir uma estrutura de cooperação e apoio entre os museus, que contribua para afirmá-los como instituições permanentes e viáveis, espaços participativos, inclusivos e transparentes e locais de aprendizagem ativa, cidadania, identidade e memória.

Os objetivos passam por: a) contribuir para a qualificação das estruturas museológicas; b) partilhar recursos e estimular parcerias; c) promover o desenvolvimento e a coesão do território; d) comunicar em rede; e) potenciar a participação dos Públicos e a Mediação.

Neste contexto, foram definidas linhas de ação para a RMLT, que incluem: mapear e caraterizar de todos os museus e demais patrimónios; qualificar os recursos técnicos, com workshops, oficinas, intercâmbios e formação especializada; dotar os museus com suportes tecnológicos, website/portal e redes sociais; desenvolver uma APP para utilização durante a visitação aos museus; disponibilizar coleções online; promover a marca/identidade e um plano de sinalética comum; programar atividades comuns; potenciar a reserva e aquisição de bilhetes de forma integrada; assegurar acessibilidade física e intelectual; partilhar informação na plataforma online de recursos educativos e desenvolver projetos que visem a participação da comunidade.

Para já, a Rede de Museus da Lezíria do Tejo inclui os Museus do foro Municipal, mas está aberta à integração/participação de outros museus do território, mediante aceitação da carta de princípios, estabelecida no respeito pelos princípios da politica museológica (n.ºs 1 e 2 do Art.º 2º da Lei n.º 47/2004 de 19 de agosto).

De lembrar que o Dia Internacional dos Museus é celebrado anualmente a 18 de maio. A celebração da data é feita desde o dia 18 de maio de 1977, por proposta do ICOM – Conselho Internacional de Museus (organismo da UNESCO).


Comentários

Não existem ainda comentários
Comentar