Início

Miniaturas de peças de tauromaquia

Rui das Caldas, como era conhecido, exactamente por ser das Caldas da Rainha, veio viver para Coruche em 1959, depois de ter cumprido o serviço militar. Em 1961 casa com Maria Cândida d'Almeida e Silva dos Santos, que conhece através do forcado e aficionado Luís Patrício Correia Gomes. Maria Cândida é natural do Porto, mas veio para Coruche aos 11 anos, uma vez que o seu avô e posteriormente o seu pai negociavam em cortiça.

Como esposa deste aficionado, cedo se habituou a receber em sua casa figuras da tauromaquia coruchense e a integrar os toiros no seu quotidiano. Movido por esta paixão Rui das Caldas foi coleccionando alguns objectos, muitos em miniatura, relacionados com este assunto.

Maria Cândida, viúva desde 2001, decide doar uma parte dos objectos que o seu marido tinha na cave transformada em tertúlia, pois sabendo da existência do Museu Municipal e do projecto de constituição do Núcleo Tauromáquico, considerou mais frutuoso partilhá-los com os coruchenses através do Museu Municipal de Coruche.

Os três objectos feitos sob encomenda para Rui das Caldas pela costureira Arminda, do Bairro Novo, em 1959/60.
 
alt          alt          alt
 Capote de tourear            Capote de cortesias                      Montera
Actualizado em Quinta, 30 Setembro 2010 10:11